quinta-feira, 15 de março de 2012

PAGAR PEDÁGIO É BOM!


Tento, mas não consigo entender a relutância do baiano às taxas de pedágio. Nos mais de 30 anos morando no Rio, paguei pedágios com satisfação. 
Explico: o pedágio nas rodovias são garantia de boas pistas, fluidez e rapidez, além de segurança. No quesito segurança incluo o atendimento em casos de panes veiculares. Há telefones distribuídos ao longo da via para que os usuários se comuniquem com a concessionária, a qual se encontra em condições de atender prontamente as ocorrências. Inclusive o reboque do carro.
Antes da Via-Lagos, entre Rio Bonito e Cabo Frio, eu gastava quase duas horas do Rio até Cabo Frio. Hoje, pela Via-Lagos (com pedágio e estrada de primeira qualidade), gasto pouco mais de 1 hora.

No Rio, se paga pedágio até dentro da zona urbana. É o caso da Linha Amarela. A linha Amarela liga a Linha Vermelha, nas imediações da Av. Brasil (Del Castilho/Bonsucesso), à Barra da Tijuca e ao Recreio dos Bandeirantes, dois dos mais nobres bairros cariocas, passando pela Baixada do mega bairro de Jacarepaguá. Passando POR CIMA, diga-se de passagem, pois a maior parte da LA é composta de elevados.
Seguindo da Av. Brasil até a Barra pelos elevados da Linha Amarela, leva-se cerca de 15 minutos. Na última vez que passei, carros de dois eixos pagavam 3,50.
Se a opção for ir por baixo, esse tempo deve ser multiplicado por 4 ou 5, a depender do horário, pois será necessário atravessar diversos bairos da Zona Norte, passar por toda Jacarepaguá (são vários pequenos e tumultuados bairros) até chegar à Barra.

Ou seja, na opção de não pagar o pedágio, além do tempo gasto, há um desgaste maior do veículo, um maior consumo de combustível, além do estresse provocado pelos engarrafamentos. Isso deve exceder em muito os 3,50 reais do pedágio.

Vamos despertar "baianada"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, não serão publicados comentários que firam a lei e a ética.